Exportação do projeto estrutural para impressão 3D

Escrito em 26/11/2015, por Edvanio Pacheco Teixeira / 13 Comentários | Categoria: Novos recursos | Tags:

Na próxima atualização do Eberick estará disponível dois novos comandos que permitem exportar a estrutura em 3D nos formatos .OBJ (Wavefront Object) e .STL (StereoLithography).

O formato de arquivo STL é usado para a criação de estereolitografia, uma tecnologia de prototipagem rápida utilizada para a impressão de objetos tridimensionais. Sendo o formato de arquivo padrão aceito nos sistemas de impressão 3D. O arquivo .OBJ é um outro formato de arquivo que permite enviar o projeto 3D para o sistema de impressão 3D, sendo aceito na grande maioria dos sistemas de impressão 3D.

Junto ao recurso de exportação de arquivos OBJ e STL foi adicionado uma opção para isolar os pavimentos no processo de exportação, gerando um arquivo independente para cada pavimento. A ideia de isolar os pavimento visa reduzir a quantidade de material de suporte durante a impressão 3D, visto que os pavimentos podem ser impressos invertidos, dispensando a necessidade de material de suporte na impressão de lajes e vigas. Além do mais, a divisão da estrutura em pavimentos permite a impressão da estrutura  com maior escala.

Figura 01 - Comandos para exportar arquivos OBJ e STL.

Figura 01 – Comandos para exportar arquivos OBJ e STL.

No exemplo abaixo, podemos conferir um projeto estrutural completo exportado do Eberick através do arquivo .STL e aberto no software de impressão 3D Microsoft 3D Builder.

Figura 02 -

Figura 02 – Pórtico 3D do Eberick exportado no formato STL e aberto no software de impressão 3D Microsoft 3D Builder.


  1. RAFAEL disse:

    Assino embaixo…

  2. CIRILO disse:

    É uma boa opção para quem faz grandes projetos e necessita disso, são poucos ainda creio eu, mas enfim… todas as melhorias são bem vindas. Mas concordo com o Renato, tem muitas coisas mais importantes para ser aprimoradas.

  3. ROGER disse:

    Excelente, mas ainda mantenho a minha solicitação para que as vistas ortogonais sejam de fato alinhadas paralelamente aos planos. Para mim isso será muito mais fácil do que esse incrível sistema de prototipagem.

    As vistas ortogonais atualmente NÃO SÃO ortogonais.

  4. DIONISIO disse:

    Amigos bom dia!
    Certamente existem equipes ou responsáveis por cada área de desenvolvimento nas softhouses. Caminhar em uma área de recursos não para ou inviabiliza outras…
    Parabéns à AltoQi pelos primeiros passos também nessa área, aliás, com pioneirismo.
    Abraços

  5. ROGER disse:

    Mais rápido do que podemos imaginar, isso aí será padrão de mercado.

Página de comentários

Os comentários estão fechados.

Novo artigo publicado: Critérios de dimensionamento dos aparelhos de apoio

Escrito em 14/09/2015

Foi publicado em nossa base de conhecimento um novo artigo sobre os critérios utilizados pelo Eberick no dimensionamento do aparelho de apoio.

Título: “Critérios de dimensionamento dos aparelhos de apoio”

Assunto: Nos projetos de estruturas pré-moldadas realizados no Eberick, para a transmissão de esforços entre viga/pilar são utilizados aparelhos de apoio simples de elastômero. Tais apoios promovem uma distribuição mais uniforme das tensões de contato nas ligações entre os elementos de concreto, além de permitir movimentos de translação e rotação entre as peças estruturais. Este artigo apresenta os critérios de dimensionamento dos aparelhos de apoio simples como almofadas de elastômero, descritos no tópico 7.2.1.6 e no Anexo A da NBR 9062:2006.

Para ler o artigo acesse: Critérios de dimensionamento dos aparelhos de apoio

Acesse também nossa base de conhecimento e confira outros artigos: www.altoqi.com.br/faq

×

Novo artigo publicado: Como criar uma região de traspasse numa armadura?

Escrito em 09/09/2015

Foi publicado em nossa base de conhecimento um novo artigo sobre criação de regiões de traspasse numa armadura.

Título: “Como criar uma região de traspasse numa armadura?”,

Assunto: A emenda por traspasse tem por finalidade garantir a transferência de esforços de tração entre barras. É possível através do QiEditor de armaduras definir regiões de traspasse em qualquer posição desejada de um elemento (como uma viga por exemplo), o que pode ser feito através do comando “Dividir barra”.

Para ler o artigo acesse: Como criar uma região de traspasse numa armadura?

Acesse também nossa base de conhecimento e confira outros artigos: www.altoqi.com.br/faq

×

Liberada a revisão 2015-08 do QiBuilder

Escrito em 31/08/2015

Liberada a revisão 2015-08 do QiBuilder

Nesta versão, foi incluído o primeiro Módulo à plataforma do QiBuilder, o Exportador IFC. Através dele, pode-se fazer a exportação do modelo geométrico da Edificação lançada para um arquivo em padrão IFC, permitindo sua importação em outros aplicativos alinhados à proposta BIM. No QiSPDA, foi incluída a opção de dimensionar o projeto de acordo com as prescrições da nova norma NBR 5419:2015. Além disso, foram corrigidos mais alguns problemas reportados pelos usuários das versões anteriores, priorizando a estabilidade e a usabilidade do programa, e iniciada uma nova rodada de investimento em melhorias de performance do programa.

Esta versão também marca o lançamento do QiBuilder Acadêmico, uma versão do QiBuilder destinada à livre distribuição para os estudantes de instituições de ensino conveniadas com a AltoQi.

Mais informações no Blog QiBuilder.

×

Liberada a revisão 2015-07 do QiBuilder

Escrito em 22/07/2015

Liberada a revisão 2015-07 do QiBuilder

Nesta versão, foi desenvolvido um importante recurso adicional sobre o QiSPDA, um módulo destinado ao projeto de sistemas de proteção contra descargas atmosféricas, e criada a opção de geração do modelo 3D da tubulação de todo o projeto simultaneamente. Além disso, foram corrigidos diversos problemas reportados pelos usuários da versão 2015-04, priorizando a estabilidade, performance e a usabilidade do programa. Destacam-se também algumas melhorias em operações de lançamento.

Mais informações no Blog QiBuilder.

×