Novo módulo Regiões maciças em lajes – Parte 02

Escrito em 17/09/2015, por Juliano Demarche / 21 Comentários | Categoria: Notícias, Novos Módulos | Tags: ,

Com o novo módulo Regiões maciças em lajes é possível definir no AltoQi Eberick regiões maciças em lajes nervuradas. Como apresentado no primeiro post sobre esse novo módulo (Novo módulo Regiões maciças em lajes – Parte 01), definir regiões maciças em lajes é um recurso muito útil que pode ser utilizado em diversas situações de projetos.

As regiões maciças podem ser inseridas em lajes nervuradas, lajes que possuem nervuras e materiais inertes na região inferior. São consideradas lajes nervuradas no programa as lajes com nervuras moldadas no local (Nervuradas com EPS, tijolos cerâmicos ou cubetas) e também com nervuras pré moldadas (Lajes pré moldadas e lajes treliçadas, por exemplo). Para esses tipos de laje é possível definir uma região onde não serão dispostos os mateiras inertes, sendo essas zonas preenchidas por concreto, formando assim as regiões maciças.

O lançamento de uma região maciça é feita de forma simples através do croqui e pode ser feito de duas formas: definindo pontos que delimitam a região maciça ou utilizando uma viga como referência, sendo que neste caso basta definir a posição do maciço paralelamente as faces da viga.

Figura 02 - Lançamento de regiões maciças no croqui

Figura 02 – Lançamento de regiões maciças no croqui

Lançada as regiões maciças no croqui o programa já trata de forma automática desde a representação no 3D até a geração da planta de formas e os cortes.

A grelha do pavimento é montada de forma automática considerando a existência das regiões maciças, atribuindo rigidez as barras pertencentes a região maciça diferente das barras pertencentes a laje. É possível definir ainda espaçamento e ângulo da grelha para as regiões maciças, assumindo valores diferentes aos utilizados na grelha da laje. Após a análise todos os resultados, sejam esforços ou deslocamentos, podem ser visualizados através da grelha 3D.

Figura 02 - Grelha do pavimento com regiões maciças

Figura 02 – Grelha do pavimento com regiões maciças


  1. RODRIGO disse:

    Moderador, neste mesmo exemplo da figura 02, como o programa vai quantificar o volume de concreto das lajes e vigas, quando a viga V4 for uma viga T com bf igual à lagura do maciço ?

    • TADEU disse:

      Alias, quando teremos o correto detalhamento de vigas T?

    • Moderador Blog Eberick disse:

      Rodrigo bom dia

      No caso de vigas T com mesa colaborante, utilizadas para considerar a contribuição da laje nas vigas no modelo de pórtico espacial, o quantitativo do concreto é efetuado considerando a seção da viga como uma seção retangular de forma a não sobrepor com o quantitativo das lajes.

  2. WILLIAME disse:

    Boa tarde a todos.
    Parabéns ao desenvolvimento da altoqi. Gostaria de saber se nesse módulo também há possibilidade de se fazer uma melhoria quanto ao posicionamento das nervuras das lajes pré-moldadas e treliçadas, ex:poder colocar as vigotas juntas quando for o caso de alvenaria sobre as mesmas e na mesma direção.

    • Moderador Blog Eberick disse:

      Bom dia Williame

      Esse módulo trata de inserção de regiões maciças em lajes nervuradas. Não foi tratado nada no comportamento do programa com relação ao posicionamento das nervuras, além do necessário as regiões maciças. Contudo, entendemos e anotamos aqui sua sugestão.

  3. CRISTIANO disse:

    Prezado desenvolvimento. Foi observado por um colega da nossa comunidade Eberick, que na imagem acima não está sendo observado a continuidade das barras entre a região maciça e as nervuras. Isso será reparado?

    • Moderador Blog Eberick disse:

      Cristiano bom dia

      De forma semelhante existe atualmente essa descontinuidade entre barras da grelha junto as continuidades de lajes, sendo que o Eberick já efetua o tratamento desses casos.

  4. ROGER disse:

    Moderador, o maciço será inserido ao longo do trecho de uma viga, ou poderei escolher uma região limitada nervuras para inserir o maciço, sem depender de uma viga?

  5. ROGER disse:

    Moderador, gostaria de saber se poderemos finalmente lançar vigas no interior de lajes, o que é muito comum em lajes cogumelo, para amarrar pilares internos, criar regiões de enrijecimento e até para vigas de transição.

    O atual modelo do Eberick me força a criar vigas desnecessárias para fechar a laje.

    • Moderador Blog Eberick disse:

      Bom dia Roger,

      Não foi alterado o comportamento do programa com relação a isso. Contudo, seu questionamento foi entendido e anotado pela nossa equipe.

Página de comentários

Os comentários estão fechados.

Novo artigo publicado: Critérios de dimensionamento dos aparelhos de apoio

Escrito em 14/09/2015

Foi publicado em nossa base de conhecimento um novo artigo sobre os critérios utilizados pelo Eberick no dimensionamento do aparelho de apoio.

Título: “Critérios de dimensionamento dos aparelhos de apoio”

Assunto: Nos projetos de estruturas pré-moldadas realizados no Eberick, para a transmissão de esforços entre viga/pilar são utilizados aparelhos de apoio simples de elastômero. Tais apoios promovem uma distribuição mais uniforme das tensões de contato nas ligações entre os elementos de concreto, além de permitir movimentos de translação e rotação entre as peças estruturais. Este artigo apresenta os critérios de dimensionamento dos aparelhos de apoio simples como almofadas de elastômero, descritos no tópico 7.2.1.6 e no Anexo A da NBR 9062:2006.

Para ler o artigo acesse: Critérios de dimensionamento dos aparelhos de apoio

Acesse também nossa base de conhecimento e confira outros artigos: www.altoqi.com.br/faq

×

Novo artigo publicado: Como criar uma região de traspasse numa armadura?

Escrito em 09/09/2015

Foi publicado em nossa base de conhecimento um novo artigo sobre criação de regiões de traspasse numa armadura.

Título: “Como criar uma região de traspasse numa armadura?”,

Assunto: A emenda por traspasse tem por finalidade garantir a transferência de esforços de tração entre barras. É possível através do QiEditor de armaduras definir regiões de traspasse em qualquer posição desejada de um elemento (como uma viga por exemplo), o que pode ser feito através do comando “Dividir barra”.

Para ler o artigo acesse: Como criar uma região de traspasse numa armadura?

Acesse também nossa base de conhecimento e confira outros artigos: www.altoqi.com.br/faq

×

Liberada a revisão 2015-08 do QiBuilder

Escrito em 31/08/2015

Liberada a revisão 2015-08 do QiBuilder

Nesta versão, foi incluído o primeiro Módulo à plataforma do QiBuilder, o Exportador IFC. Através dele, pode-se fazer a exportação do modelo geométrico da Edificação lançada para um arquivo em padrão IFC, permitindo sua importação em outros aplicativos alinhados à proposta BIM. No QiSPDA, foi incluída a opção de dimensionar o projeto de acordo com as prescrições da nova norma NBR 5419:2015. Além disso, foram corrigidos mais alguns problemas reportados pelos usuários das versões anteriores, priorizando a estabilidade e a usabilidade do programa, e iniciada uma nova rodada de investimento em melhorias de performance do programa.

Esta versão também marca o lançamento do QiBuilder Acadêmico, uma versão do QiBuilder destinada à livre distribuição para os estudantes de instituições de ensino conveniadas com a AltoQi.

Mais informações no Blog QiBuilder.

×

Liberada a revisão 2015-07 do QiBuilder

Escrito em 22/07/2015

Liberada a revisão 2015-07 do QiBuilder

Nesta versão, foi desenvolvido um importante recurso adicional sobre o QiSPDA, um módulo destinado ao projeto de sistemas de proteção contra descargas atmosféricas, e criada a opção de geração do modelo 3D da tubulação de todo o projeto simultaneamente. Além disso, foram corrigidos diversos problemas reportados pelos usuários da versão 2015-04, priorizando a estabilidade, performance e a usabilidade do programa. Destacam-se também algumas melhorias em operações de lançamento.

Mais informações no Blog QiBuilder.

×